25.7.06

foto # 14A > Trilhos

Bifurca o caminho,
gasta a trilha e se divide,
mas chega a um lugar...


Hora dos trilhos. Tal como bondes e casario, os trilhos são elemento gráfico fundamental no visual de Santa Teresa.
São independentes dos bondes, têm sua própria presença, riscando as ruas, destacando a luz, brilhando em contra-luzes, sempre mantendo presente o infinito, as paralelas e a distância... 

Tinham que entrar como detalhe, não apenas como parte da paisagem.
O jeito era enquadrá-los muito de perto. Necessário colocar a máquina junto ao chão, mantê-la bem posicionada, fazer o foco pela distância, adivinhar o melhor ângulo, usar uma leitura de exposição geral e cruzar os dedos. Ou melhor, não cruzar e segurar firme...
Uma situação em que não há como usar o visor. Poderia cair na ridícula condição de deitar no chão, no meio da Alte. Alexandrino, procurando o melhor enquadramento, fazer o foco e bater a foto e ainda sobreviver, sem que um carro ou, para ser mais folclórico, um bonde me... argh!, nem pensar!... Às vezes vale mais um pouco de bom senso...
Numa foto ideal, talvez devesse descer mais o primeiro plano, para aumentar a presença dos trilhos e diminuir o espaço do céu. Por uma daquelas sortes de fotógrafo (também vendida, por alguns, como genialidade...), a vegetação lateral e o ‘V’ invertido da fiação do bonde ficaram exatos para dar o tom inesperado de surpresa (mas também de equilíbrio) à imagem.

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Here are some links that I believe will be interested

11:23 AM  
Blogger A. Araújo Ramos said...

Amigos,
não faço idéia do que seja este link aí acima.
Optei por não acessar.
Aguinaldo

1:04 PM  

Postar um comentário

<< Home